Tudo o que você precisa saber sobre o Balão Intragástrico

dietaEmagrecer é um desejo da maioria das pessoas. Mas, quando esse desejo envolve a saúde, a necessidade é ainda maior. Algumas pessoas tentam perder peso com tratamentos clínicos, acompanhamento de especialistas como nutricionistas, preparadores físicos e psicólogos, mas mesmo assim, não conseguem.

Segundo o Ministério da Saúde, no Brasil, o excesso de peso e a obesidade aumentaram nos últimos seis anos. A proporção de pessoas acima do peso avançou de 42,7%, em 2006, para 48,5%, em 2011. No mesmo período, o percentual de obesos subiu de 11,4% para 15,8%. gordinhoNesses casos de super obesidade, as pessoas recorrem à colocação do balão intragástrico, um procedimento que reduz a capacidade do estômago pela metade e provoca a perda de apetite e a saciedade, auxiliando no emagrecimento. Mas é importante se consultar com um médico que avalie o caso para recomendar ou não o uso do balão. O endoscopista Eduardo Hourneaux de Moura alerta que o balão é apenas um tratamento temporário, não é definitivo. Segundo o endocrinologista Alfredo Halpern, o balão é apenas um estímulo para o emagrecimento e é importante manter uma alimentação equilibrada e se consultar com especialistas mesmo após sua colocação.

info-balao-gastrico

De 100 pacientes que colocam, 75 conseguem cumprir a meta mínima, que é perder 10% do peso. Mas, dos pacientes que conseguem emagrecer, 47% recupera o peso após um ano da retirada do balão.

Ou seja, não adianta recorrer ao procedimento se, paralelamente, os hábitos não forem alterados. A colocação é apenas um tratamento auxiliar, não uma cirurgia, e deve ser temporária, ou seja, o balão permanece no estômago por seis meses. Além disso, ele não provoca nenhuma mudança metabólica. Estudos mostram que, diferente da cirurgia bariátrica, o balão tem eficácia limitada e não provoca mudanças fisiológicas e hormonais capazes de controlar as doenças associadas à obesidade, como diabetes. Apesar de ser mais recomendado para pessoas com o indíce de massa corporal (IMC) a partir de 27, obesos que precisam fazer a cirurgia, mas correm alto risco, também podem usar o balão. A medida serve como um pré-operatório, para reduzir problemas anestésicos, operatórios e clínicos. obesidade

Segundo o endoscopista Eduardo Hourneaux de Moura, é de responsabilidade do médico avaliar a necessidade da colocação do balão intragástrico, mesmo que essa não seja a recomendação do Conselho Federal de Medicina. Pessoas com IMC entre 30 e 35 também podem colocar o balão, desde que tenham alguma doença relacionada à obesidade, como hipertensão, diabetes e problemas articulares. A maior parte dos pacientes coloca o balão para diminuir peso e fazer a cirurgia bariátrica.

COMO É COLOCADO

  O balão intragástrico é feito de silicone e o volume de soro que ele armazena varia entre 400 ml e 700 ml. Com o paciente anestesiado ou sedado, ele é colocado através da endoscopia: entra vazio pela boca, passa pelo esôfago e chega ao estômago.

621_balo_instragstrico400400-684550-500553922343c

O balão é insuflado através de um conector, que injeta soro fisiológico com azul de metileno para identificar quando ele se rompe. Quando isso acontece, a urina sai azul ou esverdeada, indicando que houve um problema. Quando o balão esvazia espontaneamente, é como se fosse um pneu de carro que fura e murcha lentamente, não é como uma bexiga que estoura. Nestes casos, ele deve ser retirado. Para ser retirado, também é feita a endoscopia: é feita uma pequena perfuração no balão, é aspirado o líquido e ele é removido. Nos primeiros dias após a colocação do balão, o paciente pode sentir náusea, vômito e cólica. Isso ocorre porque o corpo tenta expelir o balão. As náuseas são comuns porque o balão aumenta o volume de suco gástrico no estômago na tentativa de colocá-lo para fora. Os médicos afirmam que o procedimento não é coberto pelo SUS e custa em torno de dez mil reais.

DIETA 

Dieta-vegetariana

A dieta diária para quem coloca o balão intragástrico varia de 850 a 1200 calorias.

Não é possível quantificar somente uma refeição, pois vai depender da forma como o paciente consegue ingerir. O importante é que a pessoa hidrate-se ao longo do dia. O paciente mantém uma dieta líquida nos primeiro 7 dias após a colocação do balão. Nessa fase só é permitido tomar isotônicos, água de coco, picolé de frutas e chá. Após este período, são acrescentados alimentos mais cremosos, como sopas. Depois de 21 dias, o paciente começa a ingerir alimentos sólidos, mas numa quantidade muito pequena.

ALERTA Dieta-para-Emagrecer

Como todo procedimento para emagrecer, tudo depende de como o paciente vai reagir ao tratamento, de qualquer modo é recomendado que a pessoa faça uma dieta e passe a controlar sua alimentação, faça exercícios e tenha um modo de vida mais saudável para que tenha ainda melhores resultados.

 

 

PERGUNTAS FREQUENTES Planos plano-saude   Os planos de saúde procurados pela reportagem não cobrem esse procedimento. Quem tiver interesse em fazer, é importante buscar essa informação com o seu próprio convênio.

tipos-de-remédio-para-emagrecerPreparação

O médico conta que é feita uma triagem do paciente obeso, é realizada uma entrevista para conhecer como a pessoa vive e depois é feita uma dieta para limpeza do estômago. Uma equipe multidisciplinar acompanha a pessoa.

INDICAÇÕES

Segundo o cirurgião, esse procedimento não é estético, mas de tratamento para obesidade de grau 1 e 2, quando a pessoa tem Índice de Massa Corpórea (IMC) a partir de 27.

“Também é recomendado para paciente com indicação de cirurgia, mas que tem medo de operar. Um outro caso é o paciente que tem contraindicação ao procedimento cirúrgico. E, por fim, a técnica é utilizada em pacientes super obesos, que precisam operar em uma condição melhor”, diz.

CONTRA INDICAÇÕES

A técnica é contraindicada nos casos de esofagite de refluxo; hérnia hiatal acima de 4 centímetros; estenose ou divertículo de esôfago; lesões potencialmente hemorrágicas (varizes e angiodisplasias); cirurgia gástrica ou intestinal; doença inflamatória intestinal; uso de anti-inflamatórios, anticoagulantes, álcool ou drogas e transtornos psíquicos.

Riscos 295-balao-fita“O risco é baixo, semelhante ao de uma endoscopia comum. Se o balão for bem indicado esses riscos diminuem bastante”, afirma o cirurgião. De acordo com ele, pacientes que já foram submetidos a cirurgias gástricas, abdominais, com hérnia de hiato grande, têm risco aumentado de complicação. Já os que estão com úlcera ou gastrite, basta tratar antes de fazer o procedimento.

ONDE FAZER

FACHADA1O procedimento é ambulatorial, ou seja, o paciente recebe alta logo após despertar da sedação, que é realizada sob a supervisão de um médico anestesiologista, NÃO É FEITO EM CENTRO CIRURGICO. A vantagem é que o procedimento é praticamente isento de riscos e muito bem tolerado pelos pacientes. A ideia é que a técnica seja uma arma no vasto arsenal terapêutico disponível no auxílio do número cada vez maior de obesos em todo mundo.

Se o balão estourar?

Se o balão estourar é necessário extraí-lo. Se a pessoa for tratada de maneira correta e rápida, você consegue minimizar isso. Em poucos casos relatados o balão rompe, um liquido azul chamado azuldimetileno é expelido na urina, fazendo com que a pessoa reconheça que o balão estourou, e  por fim precisa ser feita uma laparoscopia (endoscopia de retirada) para retirá-lo. Normalmente quando esse balão rompe, o paciente liga, a gente o leva a clínica e retiramos em 3 dias.

 Abaixo um vídeo ilustrativo, de uma das fornecedoras no Brasil, sobre a colocação e retirada do balão intragástrico:

Logo mais uma reportagem da TV minha vida, super interessante sobre como funciona o balão:

só mãoO balão intragástrico é a melhor pedida pra quem quer emagrecer, com sua aplicação e uma reeducação alimentar o sonho de quem não aguenta mais estar acima do peso pode e vai ser realizado. Boa sorte!

  Fonte Fonte Fonte

Informações da clininca endos

 

 No Brasil a ClimedtEndos é uma das empresas que fazem esse tipo de procedimento, tudo de forma totalmente profissional com um grupo multidisciplinar de funcionários para realizar da melhor maneira o seu sonho.

7 comments

  1. MONICA PATRICIA DA CONCEIÇÃO . disse:

    É um tipo de procedimento que realmente ajuda ao paciente, mas não a todos, eu por exemplo, tenho 1,67, estou com 96kg com problemas graves na coluna cervical, preciso emagrecer para poder fazer a cirurgia da coluna, mas não posso fazer nenhum exercício físico, somente dieta. O meu médico indicou esse método para mim, meu plano de saúde não cobre, por causa do meu problema de saúde fui aposentada compulsoriamente, o meu salário mal dá para eu viver, já que pago o plano de saúde e os remédios e não sobra quase nada. Poderia ser uma opção para mim, mas não tenho dinheiro bastante para isso. É frustante.

  2. Leila disse:

    Como faço pra conseguir esta cirurgia? Tenho pressão alta e sou diabética, preciso emagrecer estou com 120kilos e tenho 1m50 de altura. Aguardo notícias boa noite. Leila

  3. Ana cristina disse:

    E muito caro para colocar me fale .

  4. Eliana disse:

    Boa tarde,
    tenho 53 anos, 1,70 e 130kg. Tenho pressão alta e muitas dores nos joelhos e costas. Preciso muito de uma cirurgia, pois tomei anfetaminas por 32 anos e engordei demais qdo parei e nção consigo emagrecer! Meu marido é alcoolatra e não tenho condições de pagar pela cirurgia…ME AJUDEM POR FAVOR!!!!! Tenho passado muito mal….estou desesperada mesmo!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *